Feeds:
Artigos
Comentários

Fomos de 15O,
agora voltamos a 12M!
Manifesta-te!
Acampa!
Faz ouvir a tua Voz.
As ruas são nossas!Primavera Global em Portugal

MARCHA DA INDIGNAÇÃO

21 de Janeiro – 15H00 – Marquês de Pombal
DESEMPREGO – DÍVIDA – PRECARIEDADE
BASTA!

 

Iniciamos 2012 mergulhados numa das maiores crises já vividas na história portuguesa e europeia. São mais de 700 mil desempregados no nosso país, e esse número não pára de aumentar. A precariedade laboral devora os nossos sonhos, condenando-nos à miséria e a uma vida sem futuro.

O orçamento aprovado para este ano reproduz de modo ainda mais perverso as exigências da Troika, com cortes na Saúde, na Educação, eliminação do 13º e 14º salários na Função Pública, aumento do valor das taxas moderadoras, dos preços dos transportes, da eletricidade e das rendas das casas. Apesar do grande número de desempregados o governo amplia em meia hora por dia o horário de trabalho, aumentando a exploração e tornando mais difíceis novas contratações.

Não somos nós que estamos a “viver acima das nossas possibilidades”, mas sim os banqueiros, patrões e multimilionários, bem como os políticos que os apoiam. Estes é que são os verdadeiros responsáveis pela crise da dívida pública!

É PRECISO SAIR À RUA E DIZER BASTA!

Apelamos a todas e a todos, desempregados, trabalhadores, imigrantes, precários, reformados, estudantes, todos aqueles e aquelas cujas vidas e sonhos estão a ser destruídos em nome de uma crise pela qual não têm qualquer responsabilidade, a que se juntem e, a 21 de Janeiro, mostremos na rua que exigimos viver em Democracia e que em Democracia o poder é do povo e de mais ninguém!

PELO DIREITO AO TRABALHO COM DIREITOS!
CONTRA AS PRIVATIZAÇÕES DOS SECTORES ESTRATÉGICOS!
SUSPENSÃO DO PAGAMENTO DA DÍVIDA E AUDITORIA POPULAR!

A DEMOCRACIA SAI À RUA
TRAZ A TUA VOZ!

Renas e Rodolfos indignados com o Pai Natal comemoram o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Dedica uma canção de Natal ao teu político favorito, escreve uma carta ou um cheque-prenda para um cabaz a ser levantado pelos senhores deputados, (des)monta uma árvore de Natal made in sítio exótico contra o consumismo e a exploração… traz uma ginginha ou jeropiga e investe nas fatias douradas, trocaremos merenda e ideias para mudar, porque o nosso protesto é pela partilha.

Rodolfo, a rena do nariz encarnado,
entrou na oficina do Pai Natal
e disse “Estou farto de ser explorado,
fazes usura sobre o capital
e és um duende do banqueiro a governar.
Sei muito bem que não dás nada a ninguém,
o que chamas distribuir é pôr outros a pagar.
Só que a partir de agora é tudo a dividir!
Tu cortas nos transportes, eu dou-te com os pés:
Já não empurro o trenó
e grito às chaminés:
o Pai Natal é totó.”

Assembleia Popular dos Rodolfos 10 Dezembro Rossio 17

Assembleia Popular dos Rodolfos 10 Dezembro Rossio 17h00

Fomos de 15!
voltamos dentro de momentos.
onde quer que estejas, junta-te a nós!

http://www.15deoutubro.net/
http://www.facebook.com/event.php?eid=139031266184168

A 15 de Outubro Todo o Mundo sai à rua!
Gui Castro Felga © 2011

Apelamos a todas as pessoas que se juntem à luta pelo direito à habitação levada a cabo pelos moradores do Bairro da Torre em Camarate. Assim publicamos o seguinte apelo:

A Câmara de Loures está a preparar-se para mandar para a rua umas dezenas de famílias na próxima terça-feira no Bairro da Torre em Camarate.

O bairro era para ter sido destruído em Abril passado sem haver qualquer garantia ou resposta para as 84 famílias que aí viviam e que, na sua maioria, não tem acesso a outra forma de habitação (os rendimentos ali andam entre os 0 euros e os 150 euros por pessoa). Estamos a falar de muitas pessoas idosas (há gente a viver sozinha com 60, 70 e 80 anos…), há também neste bairro muitas pessoas doentes (hemodiálise, uma cega e sozinha também e muitos outros problemas de saúde que ajudaram a aprofundar A extrema pobreza em que vivem.  Há também muitas mulheres, mães sozinhas e há um número considerável de crianças.

O desenvolvimento de uma luta por parte dos moradores e a recolha de assinaturas de algumas organizações e pessoas impediu que o bairro fosse abaixo desde Abril até agora, e conseguiu-se negociar e obter um compromisso por parte da Câmara de estudar alternativas através do Prohabita (um programa di Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana), assim como outras soluções para os mais vulneráveis. Sabemos que o IHRU respondeu positivamente a este desafio, mas também sabemos que a Câmara não fez nada para ajudar os moradores a encontrar através deste mecanismo uma alternativa. O acompanhamento da câmara junto dos moradores foi zero e não quis sequer procurar alternativas para os mais vulneráveis, doentes, etc. Agora sabemos que prepara o processo de demolição para terça-feira.

O envio para a rua de alguns destes moradores pode significar a morte (e isto não é nenhum dramatismo).

Os tempos que correm são difíceis e temos muitas lutas a travar… acredito que elas serão eficazes se conseguirmos juntar solidariedades.

Amanhã, sexta-feira haverá uma reunião no bairro às 18h30 e prevê-se que as próximas segunda e terça feira sejam dias de luta em Loures.

Estão todos e todas convidadas a participar!

e-mail: habitacao.acampada.rossio@gmail.com | direito.a.habitacao@gmail.com

+ info: http://moramosca.wordpress.com/

Estamos a uma semana do 15 de Outubro!
É tempo de tocar a reunir e organizar!

Este sábado, no Rossio, vamos pintar faixas e cartazes para o 15O, às 17h00.

– vejam o evento no facebook “Pinta o teu 15 de Outubro!“!

Por volta das 19h00, paramos para trocar ideias em mais uma “reunião / assembleia popular”, que será aproveitada para informar sobre o 15O, discutir a sua organização e articular novas formas de divulgação e mobilização.

A reunião é aberta a todos, como sempre!
Apelamos a toda a população que se junte a nós na discussão e preparação deste grande evento!


15 de Outubro junta forças contra a crise

Movimentos cívicos unem-se contra a degradação das condições de vida no país e no mundo

No seu manifesto afirmam-se como “gerações à rasca, pessoas que trabalham, precárias, desempregadas ou em vias de despedimento, estudantes, migrantes e reformadas, insatisfeitas com as condições de vida” e saem à rua, no dia 15 de Outubro, pelas 15h00, por mais Democracia participativa, pela transparência nas decisões políticas e pelo fim da precariedade de vida.

Em resposta a um apelo internacional, mas com reivindicações que reflectem o actual estado de degradação das condições de vida no país, mais de uma dezena de movimentos cívicos, aos quais todos os dias se juntam novas organizações, vão partir da Praça do Marquês de Pombal e caminhar até ao Parlamento, onde reunirão de forma pacífica, em assembleia popular.

Os colectivos defendem “uma Democracia onde os mais ricos não sejam protegidos por regimes de excepção e um sistema fiscal progressivo e transparente, onde a riqueza seja justamente distribuída e a segurança social não seja descapitalizada”.

Acreditam que “os recursos naturais como a água, bem como os sectores estratégicos, são bens públicos não privatizáveis” e que “uma Democracia abandona o seu futuro quando o trabalho, educação, saúde, habitação, cultura e bem-estar são tidos apenas como regalias de alguns ou privatizados sem que daí advenha qualquer benefício para as pessoas”.

Em Lisboa, o protesto é convocado por uma plataforma informal de pessoas e movimentos.

Estão também já agendados protestos noutras cidades – Angra do Heroísmo, Braga, Coimbra, Faro e Porto – e há apelos para que em todas as capitais de distrito as pessoas façam ouvir a sua voz.

Dia 15 de Outubro a Democracia sai à rua!

http://www.15deoutubro.net/

Na última reunião popular o Movimento Democracia Verdadeira Já! * Acampada Lisboa decidiu convocar uma Assembleia Popular para o próximo sábado, dia 1 de Outubro, no Rossio (em Lisboa).

A Assembleia Popular terá lugar pelas 19h00, o horário habitual das Reuniões / Assembleias Populares semanais do Movimento.

Essa Assembleia enquadra-se no apelo geral à mobilização ‘Lutamos Juntos em Outubro’, que se destina a reunir as forças de vários movimentos e organizações nas próximas acções de luta (dias 1 e 15 de Outubro, etc.) por uma Democracia Verdadeira que nos proteja e defenda do actual sistema económico-financeiro, das crises que provoca e dos governos que implementam as suas políticas.

A Assembleia Popular do próximo sábado decorrerá de forma pública e aberta a todos os que desejarem intervir e participar, e terá por tema

“Lutamos juntos em Outubro – da falta de democracia e transparência nas decisões políticas ao aumento da precariedade de vida”

Mais pormenores sobre a proposta de ordem de trabalhos serão divulgados amanhã.

  • Decidiu-se e debateu-se o apoio à Vigilia por Angola. A apoio foi dado através de um email apelando à mobilização geral para este evento e de divulgação no site  e facebook do movimento.
  • Discutiram-se os progressos efectuados na mobilização Nacional e Internacional de 15 de Outubro.
  • Discutiu-se o tema da semana, “As Assembleias Populares e o Rossio: importância, dinâmica e significado passado, presente e futuro“. Entre outros aspectos foi extensamente analisada a relação entre o movimento Democracia Verdadeira Já e as Assembleias Populares do Rossio.  O historial do Movimento e do Rossio na construção do 15O foi também reafirmado – ficando claro que sem a acampada e as Asssembleias não existiria hoje o mesmo grau de ligação ao movimento internacional e a congregação de vários movimentos no 15O não teria sido possível. A continuação das Assembleias Populares durante o Inverno foi analisada – entre outras alternativas falou-se na possibilidade de reunir em colectividades, de reunir na estação de metro “Rossio”, de reunir na arcada do Teatro Dona Maria II,  e da possibilidade de deixar de reunir. Ficou claro que o Movimento Democracia  Verdadeira Já não depende intrinsecamente de reuniões regulares mas que essas reuniões e Assembleias são fundamentais para qualquer tomada de posição. E que têm de ser realizadas em espaço público. [Foi esclarecido pela coordenação interna que o actual “regulamento” das Reuniões /  Assembleias Populares (aprovado a 16 de Julho) já permite a convocação de reuniões inter-grupos com antecedência de 48 horas por parte de um dos grupos de trabalho e que isso poderá ser suficiente para assegurar uma tomada de posição ou remarcação de uma Reunião / Assembleia Popular sempre que se decidir a periodicidade semanal]. Decidiu-se que as convocatórias passariam assim a ser decididas semana a semana, no final da reunião / Assembleia Popular, com base na sua necessidade e circunstâncias políticas e na disponibilidade dos presentes para as assegurarem.
  • Decidiu-se a convocatória de uma Assembleia Popular para o próximo sábado, 1 de Outubro, às 19h00. Essa convocatória pretende dar divulgação ao 15O e assegurar a discussão pública e aberta a todos  dos temas da manifestação da CGTP (que terminará nos Restauradores, umas horas antes). Vários elementos do movimento afirmaram que integrariam a manifestação “porque as lutas são as mesmas” e que apelariam à participação no 15O e na Assembleia Popular do Rossio através da divulgação de panfletos (“Lutamos juntos em Outubro” foi o mote decidido). Decidiu-se apelar aos restantes movimentos e pessoas da organização do 15O para que também eles divulgassem e estivessem presentes na Assembleia Popular.
  • Debateu-se o exercício de direito de resposta à reportagem do semanário “O Diabo” da semana anterior e que distorce as características do movimento Democracia Verdadeira Já! * Acampada Lisboa e das Assembleias Populares do Rossio. Foi corrigida a carta que dará curso ao exercício desse direito.
%d bloggers like this: